O Mundo Pós COVID-19

Artigo elaborado pelo sócio fundador da Quantiz Frederico Zornig

Sempre me preocupei mais com o futuro do que com o presente ou passado. E como não podia ser diferente, começo a imaginar os impactos que teremos na economia e comportamento de consumidor pós Covid-19. Acredito que a primeira lição que estamos tendo é que a solidariedade é fundamental para a convivência humana. Portanto, espero que possamos ter um capitalismo mais social e responsável, e exemplos são vários, desde doações bilionárias como do Itaú, fábricas se transformando para produzir gratuitamente máscaras e álcool gel e movimentos e ainda a iniciativa de mais de 1000 empresas em assinar o compromisso #naodemita no qual a Quantiz também participa.

Pelo lado do consumo, estou me surpreendendo com quanto menos tenho gasto permanecendo quatro semanas em casa. Menos roupas, menos combustível, menos restaurantes, menos outros supérfluos. Imagino que assim como eu, várias pessoas devam estar experimentando um tipo de comportamento no qual “menos é mais” e esta forma de agir deverá permanecer entre nós durante alguns anos pelo menos.
Essa queda de demanda por parte do consumidor levará às empresas a repensarem seus modelos de negócio e forma de atuação. Impossível imaginar restaurantes sem “delivery”, empresas sem trabalho remoto, casas e apartamentos em lançamento sem um local adequado para Home Office. E como não podia deixar de falar de preços, modelos com receita recorrentes são mais resistentes às crises, portanto, como podemos transformar o que vendemos em assinaturas e não mais compras esporádicas, por exemplo? Além disso, com uma demanda retraída, as percepções de valor dos meus produtos ou serviços seguem as mesmas ou precisarão ser revistas? Como posso reavaliar minhas políticas comerciais em um ambiente que talvez o crescimento seja menor que o esperado no médio prazo?

Nesse sentido, toda a indústria do turismo terá que ser repensada. Muitos consumidores irão preferir não se arriscar e buscar experiências culturais mais imersivas e no conforto de suas casas. “Lives” ao invés de shows ao vivo, visitas remotas ao invés de viagens para um Museu ou exposição, visitas de locais turísticos através de vídeos pelo Youtube ou algo similar. E diferente do que está acontecendo agora, que tudo isso é grátis, empresas poderiam criar produtos de qualidade nessa direção e cobrarem por isso.
Por fim, a educação. Visto com certa resistência por muitos até aqui, os EADs (ensinos à distância) passaram a fazer parte do cotidiano da população. Em um ambiente cada vez mais VUCA (VUCA é um acrônimo para descrever quatro características marcantes do momento em que estamos vivendo: Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade) os profissionais terão que estar em constante aperfeiçoamento e nada mais prático que cursos disponibilizados pela internet para serem feitos no momento que estivermos disponíveis e não com a obrigação de ir até uma sala de aula em determinados horários.

Concluindo, sei que algumas das reflexões acima podem acabar não passando de imaginação e que na retomada da economia algumas delas possam ser deixadas de lado e o mundo volte a girar como estava antes dessa Pandemia. Porém, meu sentimento é que se pudermos tirar algumas lições do que estamos vivenciando neste momento, poderemos sair da crise com um mundo mais solidário, mais responsável e portanto, mais gostoso de se viver.

Força e saúde a todos. Sairemos dessa!

Contato:
Tel: +55 11 3040-3030

SEDE ADMINISTRATIVA:      R. Guilherme Bannitz, 126 Conj. 21 – São Paulo/SP CEP 04532-060

CENTRO TREINAMENTO E ATENDIMENTO A CLIENTE: R. Amaro Cavalheiro, 347 Conj. 2001 – São Paulo/SP CEP: 05425-011

Siga-nos

Logo Quantiz
© Copyright 2006 - QuantiZ Pricing Solutions